|

Prova do Enem tem tirinha de Garfield e música de Bob Marley

No segundo dia de provas do Enem 2011 as questões de Liguagens e Códigos trouxeram, além, da tirinha dos Malvados, de André Dahmer, uma tirinha do Garfield e a As cobras, de Luis Fernando Veríssimo. Também foram incluídos canções de Bob Marley, duas de Noel Rosa e Geraldo Vandré, um poema de João Cabral de Melo Neto.

Outras questões foram baseadas em trechos de O Cortiço, de Aluísio Azevedo, em um texto sobre a amizade nas redes sociais e em outro sobre dietas e exercícios físicos. Uma das questões teve como tema o Twitter e duas a variação linguística. A obra Guernica, de Pablo Picasso, e as colunas do Palácio da Alvorada, projetadas por Oscar Niemeyer, ilustraram outras duas questões.

Na parte de matemática, as questões envolviam o crescente consumo do café no Brasil; a porcentagem da participação de estudantes brasileiros por região na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep); a velocidade da conexão de internet nos domicílios brasileiros; a campanha de vacinação contra a gripe suína no País; e a última questão era sobre a participação percentual do agronegócio no Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro.

Candidatos elogiaram a grande carga de notícias e atualidades no Enem, especialmente sobre o Brasil e temas sobre os quais os jovens se identificam. Jamile Santos, de 23 anos, é veterana: foi seu terceiro Enem. Ela já curso o 4.º semestre de Direito na São Judas e quer uma bolsa integral do Prouni. Fez primeiro a prova de linguagens, gastou uma hora e dez na redação e por último atacou a prova de matemática. ‘Os cálculos eram pesados’, diz Jamile. ‘Você tinha que exercitar muito asua matemática. Por outro lado, teve muita questão de atualidade, o que permitiu que pessoas que trabalham e não podem se dedicar apenas aos estudos, como eu, pudessem tirar uma boa nota. Além disso, havia muitas questões sobre o Brasil.’

José Augusto Portella, de 18 anos, achou a prova mais difícil do que esperava porque ontem conferiu o gabarito na internet e contou 65 acertos em 90 questões. Fez a redação primeiro e gastou uma hora e meia. ‘Hoje com a internet a privacidade é um grande problema. Além disso, como as pessoas passam muito tempo conectadas vivem num mundo de avatares.’ No 3.º ano da Cecap, ele tenta uma caga em Direito na Universidade Federal do Paraná (UFPR) ou na Universidade Federal do ABC (UFABC), mas suas primeiras opções são a Universidade de São Paulo (USP) e o Mackenzie. Fez o Enem pela primeira vez.

Janaína Araújo, de 18 anos, formou-se ano passado no colégio Objetivo e faz o Enem pela segunda vez. Ela tenta uma vaga em Engenharia Química na Universidade Federal de São Carlos (Ufscar). ‘ Achei mais fácil do que no ano passado e mais f-pacil do que eu esperava.’ Ela deixou a redação por último por achar mais difícil. ‘Falei do cuidado que as pessoas devem tomar com as informações que publicam e também com as que elas leem na internet.’

Por Cedê Silva, especial para o Estadão.edu, estadao.com.br, Atualizado: 23/10/2011 18:54

Deixe um comentário